sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Um texto comum de um cara comum

Prólogo

Rodrigo era um homem,antes de tudo,um homem.Um homem sem paixões.
Com amor,mas sem paixão.Nada o motivava,nem mesmo tomar seu sorvete favorito,ou ir ver um filme de seu ator preferido,defenitivamente,ele não tinha paixões..
E vocês devem estar pensando...que espécie de texto é esse,como a história de um sujeito sem paixões pode continuar?Pois é...a história de rodrigo,é sua busca pelas paixões,sua busca por ser alguém "normal"....


Tudo começou quando tinha 10 anos,ele tinha desejos nessa época,queria ser psicólogo.Gostava de olhar pras garotas,sentia paixão pela vida,até que aconteceu...

Rodrigo teve sua primeira ejaculação vendo um filme de canal adulto pago,apesar de ele não ter aquele canal,mas os riscos das silhuetas humanas já bastaram para que a erupção vulcânica saísse de seu pinto.
Desde esse dia,ele não parou mais,vou botar aqui suas experiências descritas no respectivo diário...

17\10\1995

Rodrigo está vendo um filme na TV no qual há uma calorosa discussão,como se prevesse o futuro de repente a atriz deixa o peito aparecer,e o pequeno garoto de dez anos retira sua arma e ejacula quase que instantaneamente ao ver aquele seio sendo tocado pelo ator que contracenava.

19\04\1996

Rodrigo está sozinho em casa,ou pelo menos ele achava isso,e enquanto caminhava pelo corredor ejaculou em sua propria cueca com um rapido movimento de sua mão direita.

10\09\1996

Rodrigo adquire sua primeira playboy,emprestada,não obstante,enche a revista toda de meio-filhos.

23\11\1996

Ele toca sua primeira punheta fora de casa,e manda ver no banheiro de um amigo rico que tem varias revistas de sacanagem empilhadas no banheiro luxuoso,que não coincidentemente são do pai desse(neste dia Rodrigo descobre que há uma tendência forte de pais ricos terem pilhas de revistas desse tipo no banheiro).

03\02\1997

Rodrigo tem doze anos e já é conhecido como o punheteiro da turma,todos achamvam que ele se masturbava durante a aula...
Na realidade,ele me contou,ele só coçava o saco,só que seu saco era muito grande pra sua idade,então parecia que ele estava pegando no próprio bastão...

05\06\1997

Rodrigo pede,numa noite às 19h,para sua avó lhe trazer um copo de água,e quando ela volta ele já está com a cueca toda melada de adivinha-o-quê,e olha todo relaxado para a tela de programa que estava assistindo com sua avó,cavaleiros do zodíaco...

30\09\1998

O garoto volta da educação física,e como sempre,como já era hábito há um ano,senta em frente a tela de tv e assiste a "Sato numoto",um desenho japonês que fala sobre uma garotinha que tem superpoderes com cartas do além.Rodrigo tira sua shotgun pra fora e manda ver,olhando para as finas pernas da pequena Sato numoto...

05\06\1999

Rodrigo senta no chão,está sozinho em casa.
Espera pacientemente pelo programa que passa todos os dias as 00:30h em um canal de tv à cabo chamado mutuo-soul,e que à essa hora sempre passa uma ninfeta andando pelada pela praia,ou uma coroa na selva,ou uma de meia idade num cenário mal-feito.

Mas dessa vez passou de nova a ninfetinha da praia,e Rodrigo já tinha decorado exatamente o jeito que ela ia tirar a roupa:Primeiro o sutiã,tradicionalmente como muitas,depois a calcinha,mostrando seus pelos vaginais...
Porém,algo de estranho aconteceu,durante sua prática do ato unitário,Rodrigo nunca mais foi o mesmo desde então...