sexta-feira, 15 de maio de 2009

Buda Urbano(parte 1)

Outro dia acordei e perdi a vontade de sorrir.De vez em quando sorria,mas não sorria muita vez,sorria uma vez ao dia.E de repente acordei e eu já não saía.Dava uma saída ou outra pra comer sozinho em alguma lanchonete ou pra matar a saudade da comida japonesa,mas voltava pra casa.

Dei o nome praquilo tudo de apatia,e três segundos depois vi que não era,porque eu ainda sorria.

É engraçado,só por que eu parei de sair eu achei que tinha que ficar triste,mas até ali eu não percebera:nunca fora tão feliz em minha vida.Nunca me senti tão em paz.

Até que um dia pensei:Será que que estou reprimindo?Mas quatro segundos depois vi o erro em meu pensamento,porque eu estava sorrindo pra um estranho.

Estranho,achei estranho como qualquer um eu acharia.

Mas não era nada estranho.

Eu estava mais próximo da iluminação.

Eu era Buda e não sabia.
Meio presunçoso,não?!Eu também achei,eu também achei...

Um comentário:

Rafael disse...

Muito bom, queremos a continuação!
Porra, tu não viu que eu te indiquei pro selo?
Bota aqui no blog...