sexta-feira, 27 de março de 2009

Somb

Quantas poesias vão sair de mim hoje?
me perguntei certa vez
quantas poesias podem sair de mim em um dia?
mil?Valeria a pena contar
se fossem realmente poesias
e não um feitiche da minha cabeça

Obscureça aquilo que não me deixar
pois poesia pura é alma
é sentir e cantar
expressar
algo que mais nada pode traduzir

como som bom
sou bom quando escrevo
me sinto humanista e animal uma espécie de vendaval
que traz o bem pras pessoas

sinto uma espécie de vazio se preenchendo em tempo de escuridão sem alento
como faíscas são
som
em realengo
sou muita alma pra um só
eu

soum
um somb
bom

Nenhum comentário: