terça-feira, 31 de março de 2009

Sim...

Às vezes quando gozo,sou gozo
às vezes,outras,repouso
quando lembro de você
não me lembro de você

São tantas opções juntas que me perco
lembranças juntas de um passado próximo
são todas furtadas de meu cérebro
na dinâmica da corrida da vida
da roda da vida
do giro da roda

Impulso num crescendo
só eu
só eu
só eu

eu só

Chamas concentradas
pra darem espaço aos gravetos
e aos poucos fogo
fogaréu

É só o começo
um recomeço de tudo
é quebra da antiguidade fútil
e compra de material novo
ou junção de algo antigo com a novidade exposta
não é uma aposta,mas poderia ser

Agora viva poeta
agora viva!
Não desista da conquista
aventura é paixão

Sim

Um comentário:

Taiyo Omura disse...

Belíssimo!
Sinto o frescor da liberdade tomando conta da poesia...
Muito bonita
tem força
percebe?