terça-feira, 24 de março de 2009

Eu quis matar

Sabe
fiquei sabendo de umas coisas no jornal
umas coisas fortes

Soube também
da sorte de coisas que é a humanidade
de frouxas vidas cortadas da terra
de mudas roucas vozes caladas
reprimidas,aveludadas

Golpe certeiro e forte no rosto
porrada pesada de uma mão de cem quilos
é a notícia sobre a senhora que apanhou da empregada
a senhorinha enforcada me doeu o coração

Me fez sentir raiva de empregada gorda
da servante safada e puta
eu quis matar naquela tela de noticiário

eu quis matar

matar aquela puta
aquela vaca gorda morta

Um comentário:

Rafael disse...

Quebra a cara da gorda.