segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Momento do não saber

no fundo nem sei se sei
o que quero que sei
só sei querer saber o que
quero que sei

amarro a corda na asa
não sei se perdida a brasa
da chama de amar
a corda preciso soltar

se a corda impossibilita
a rota de seguir
sua própria forma
e seus lábios de ceder

se a forma ideal
é a não forma
que segue a não rota
espontânea do prazer

Se o barco é uma nave
no momento de partir
ou de ficar ou de sumir

Nenhum comentário: